sexta-feira, 11 de maio de 2012

A Verdadeira História de João e o Pé de Feijão


Não sei se eu cheguei a comentar aqui no blog, acho que no post sobre a banda Dragonforce, mas um amigo me deixou fazer uma rapa no seu HD externo e eu acabei encontrando algumas coisas bem legais por lá, e uma delas foi esse filme.

Produzido em 2001 e dirigido por Brian Henson (Dando uma fuçada eu descobri que esse cara é filho do Jim Henson, aquele de Labirinto, Muppets, O Cristal Encantado, essa galera é tudo farinha do mesmo saco), estrelando Matthew Modine, trata-se de mais um daqueles filmes ruim porém bons que costumam passar na SBT.

A HISTÓRIA:

João é um multimilionário na casa dos 40 anos de idade, mas, sem esposa e sem herdeiros. A coisa começa a ficar feia quando João se dá conta da possível "maldição" que acerca a sua família, onde todos os seus antecessores morreram antes de completar 42 anos, e ninguém sabe o porque.

A vida de João começa a ficar muito esquisita quando começa a encontrar em todos os lugares para onde vai uma mulher misteriosa que insiste em ter com ele uma conversa muito importante.

Numa noite, após ter um esquisito pesadelo, ele acaba indo visitar a casa de um de seus ancestrais e encontra lá uma rica condessa que deveria estar morta a mais de anos, e finalmente ela lhe conta a real origem da grande riqueza de sua família, na verdade João é herdeiro direto do famoso João do conto de fadas, aquele que subiu no pé de feijão e roubou do gigante a harpa cantante e a gansa dos ovos de ouro.

O FILME:

Como eu disse anteriormente, é o típico filme ruim porém bom.

A sacada da história é muito legal, adorei a ideia, mas por algum motivo, o filme ficou estranho. Tudo bem que eu não dei a melhor sorte do mundo, assisti ele dublado, mas mesmo assim.

Os atores são todos ruins, bem ruins. Se tinha trilha sonora não reparei, porque não me lembro de nenhuma música especificamente. Efeitos especiais aqui são um exemplo perfeito do que eu gosto de chamar "defeito" especial, tudo que é digitalizado, é arredondado e sem qualquer textura. E os fundos de chroma key então? Caramba, quase da pra ver o contorno de onde o fundo verde começa e termina.



E AI CAROL? OQUE QUE ACHO?

Ruim, infelizmente, mas vale apena assistir sim, porque a história é ótima. O roteiro como um todo é meio capenga, mas a história ainda é boa. O filme tem tudo pra fracassar em tudo, mas algo muito importante salva.

Oque mais me incomodou, é que o filme é tão malfeito, que ao descobrir que se trata de um lançamento de 2001 eu fiquei até revoltada, caramba O Senhor dos Anéis é de 2001 também, olha a diferença. Nada que o dinheiro não possa comprar né?

Mas, se gostam de contos de fada, assistam essa versão de João e o Pé de feijão.

Só complementando, vem vindo uma nova adaptação da história para os cinemas esse ano, e já tem trailer rodando na internet. Qualquer dia desses eu faço um post anunciando melhor esse filme.

Vejam então o trailer do filme de hoje:



[...]

É esse domingo em pessoal, resenha e jogo especial.

Pior que eu estou fazendo tanto alarde, que vai ver quando vocês verem o jogo, vão até pensar: "Afe Carol, era esse? Ah, mas esse é mais antigo que andar pra trás!" Vou ficar meio triste, mas ainda feliz por ter tido o prazer de tê-lo jogado, um dos melhores que já tive o prazer de testar.

Por hoje é isso mesmo gente, gostaria de comemorar que o blog tem mais comentários aparecendo do que antes, apesar do número de visualizações ter caído, isso é excelente!

Até mais.

3 comentários:

  1. o filme ñ é muito bom ñ so a historia q é boa

    ResponderExcluir
  2. Ai cara...

    Gosto tanto desse filme que você nem imagina... Por mais que eu consiga observar os efeitos especiais capengas, os atores meio que perdidos, mas a história é tão extraordinária, tão incrível, que nem isso chega a comprometer todo o filme... é mágico som daquela harpa tão harmoniosa, e aquele ganso é hilário. Não gostei de ler vc avacalhando o filme, ao mesmo tempo que sei que vc nao falou mais que a verdade. São sentimentos contraditórios para um filme que, enfim, marcou minha infância...

    ResponderExcluir
  3. Eu assisti esse filme quarenta e dez vezes, pelos mesmos motivos que voce mesmo citou.
    E se voce realmente presa pelas mesmas coisas que eu então vai gostar de ver isso
    http://www.youtube.com/watch?v=-zvr7A7HUxM

    ResponderExcluir

Curta o Terra das Fábulas no Facebook